Marque sua consulta
Atendimento 24 horas

Procure no site

A Clínica

A clínica CEO realiza uma média de 3.000 cirurgias ortopédicas e traumatologicas a cada ano. Possui especialistas renomados em todas as áreas da ortopedia. Está vinculada ao Instituto da Mão. Realiza seus procedimentos cirúrgicos no Complexo Hospitalar Santa Casa, Hospital Moinhos de Vento, Hospital Mãe de Deus e Hospital Divina Providência.

 
O joelho na infância PDF Imprimir E-mail

“ A felicidade de uma infância vê-se pelos joelhos, cada marca é uma história ”

A articulação do joelho situa-se na região de grande crescimento. Para se ter uma idéia, cerca de 70% do crescimento do membro inferior ocorre no joelho. Consequentemente as patologias nessa região são muito freqüentes.

Deformidades no crescimento

Geno varo: é uma deformidade caracterizada pelo arqueamento dos membros inferiores (joelhos) para fora. Os joelhos ficam afastados (semelhante ao cowboy).

Geno valgo: é uma deformidade caracterizada pelo arqueamento dos membros inferiores (joelhos) para dentro. Os joelhos ficam juntos. (membros em tesoura ou em X).

Joelho Infantil

Joelho Infantil

CRESCIMENTO

0 a 1 ANO

No recém-nascido e até 01 ano de idade, o geno varo leve ou moderado é comum e normal. Assim que a criança começa a andar, a deformidade se corrige espontaneamente, o que gera muita dúvida por parte dos familiares, sendo motivo de visitas aos consultórios médicos especializados. Nestes pacientes é importante o diagnóstico diferencial com doença de Blount, raquitismo, lesões na zona de crescimento, etc.

O geno varo fisiológico nas crianças, não há necessidade de tratamento, pois a deformidade se corrige espontaneamente.

2 a 6 ANOS

O geno valgo fisiológico nas crianças normalmente, se apresenta entre 2 e 6 anos de idade; podendo às vezes, apresentar dores ao nível dos membros inferiores. O diagnóstico diferencial deve ser feito com raquitismo, tumores, infecções, paralisia cerebral, lesões na zona de crescimento, etc.

Nas crianças, o geno valgo, na grande proporção, corrige-se espontaneamente (entre 2 e 6 anos ). O uso de aparelhos corretores, palmilhas, botas e tênis ortopédicos, recomendados por muitos médicos é de indicação discutida por outros.

Existem parâmetros clínicos, através de medidas, e parâmetros radiográficos que podemos definir se a deformidade requer tratamento cirúrgico (para os casos de grandes deformidades).

Alterações do crescimento no sistema músculo-tendíneo

O rápido crescimento ósseo em curtos períodos provocados por fatores hormonais(estirão do crescimento), pode determinar discrepância do comprimento entre o sistema ósseo e o músculo-tendíneo. Esta discrepância determina sintomas inflamatórios nas inserções dos tendões, conhecidas como osteocondrites, que poderão ocorrer na rótula(Osteocondrite de Sinding-Larsen-Johansen) ou na tíbia(Osteocondrite de Osgood-Schlatter).

O processo doloroso é autolimitado e ocorre entre os 10 e 15 anos de idade, sem correlação com traumatismos diretos sobre o local afetado. Pode ocorrer bilateralmente. A dor, inicialmente, ocorre após atividade esportiva e, posteriormente, pode ocorrer no final da atividade esportiva. O tratamento inicial consiste em repouso , fisioterapia (alongamento músculo-tendíneo) e anti-inflamatórios com grande sucesso. Em casos extremos pode necessitar de curetagem cirúrgica, após cessado o crescimento.

Alterações do crescimento na cartilagem

Osteocondrite dissecante

É uma doença que pode acometer crianças e adolescentes em várias articulações, mas o joelho é a articulação de localização preferida. Ocorre, preferencialmente, em meninos e esportistas, podendo haver a bilateralidade. A causa, porém, é desconhecida. A queixa dolorosa está presente, assim como pode haver o falseio e o derrame.

O diagnóstico é confirmado por radiografias e ressonância magnética.

O tratamento, na maioria dos casos, dependendo do tamanho do fragmento de osso e cartilagem, é cirúrgico.

Alterações do crescimento provocadas pelo trauma

As fraturas ocorrem de formas mais raras, e estão relacionadas com trauma de alta energia. Poderão ter conseqüências mais graves se envolverem zonas de crescimento, independente do tratamento; isto porque no momento do trauma, poderão ocorrer lesões nas células do crescimento, acarretando desvios no eixo do membro.
 

Rua Leopoldo Bier, 825 - Sala 301 - Santana - Porto Alegre/RS - Fones (51) 3023 6600 - 3217 2390
By IdeiaClic